Pesquisar este blog

domingo, 31 de janeiro de 2016

Para olavettes e anti-olavettes

Por duas de R$64,50, o Sensacionalista comercializa um item essencial para que as olavettes identifiquem umas às outras nas manifestações pelo impeachment:

Alguns esclarecimentos pertinentes.

Para quem não sabe ou não mais se recorda, sou, sem absolutamente nenhum orgulho disso, ex-colunista do Mídia sem Máscara, tendo mantido uma relação distante, mas de amizade com Olavo de Carvalho - que me chamou de "Meu amigo Caio Rossi" em um artigo de 2006 -, e tive um de meus artigos lá publicados selecionado para a coletânea que compôs o livro Conspiração de Portas Abertas, como se pode verificar no site da Livraria Travessa:

Lembro-me de que a principal razão que o organizador me ofereceu para justificar a seleção do meu texto foi de que eu era o único que oferecia fontes para tudo o que era afirmado. A quem tiver o livro, sugiro que vá até o meu artigo e compare a quantidade de notas de rodapé em contraposição à que se encontra nos outros artigos. 

É com o mesmo critério rigoroso e com a máxima transparência que tenho feito todo o trabalho de exposição e análise das crenças e ações do pensador mais influente na "nova direita" brasileira, dando o meu nome e a minha cara a tapa tanto neste blog, como no Prometheo Liberto e nos Hangouts. O meu testemunho direto, somado ao que veio de outras fontes, é muito mais do que se encontra nesses meios, mas jamais fiz quaisquer dessas informações para as quais não podia oferecer provas concretas a base dos meus argumentos. Tudo o que disse sobre as crenças do Sr. Olavo de Carvalho e sua ação cultural e política foi corroborado por evidências fornecidas por ele mesmo ou associadas inequivocamente ao que ele afirmou. 

Essa empreitada de cerca de 2 anos custou-me tempo e um enorme desgaste pessoal, além de inúmeros dissabores, exigindo imensos esforços de minha parte e sacrifício do meu tempo de lazer e estudo, além de me render uma ameaça - por vias de magia negra (!!) e campanha de difamação nas redes sociais, a exemplo do que tem sido feito contra o Sr. Cassiano Tirapani - feita pelo mais idiota dos membros da família de Carvalho, o Tales de Carvalho - provavelmente o único "conservador" que disse "mano" no ar em toda a história da Rádio Vox -, de cuja tariqa sufi fui membro por algum tempo (A propósito, Sr. Tales: caso continue a fazer circular a versão de que eu teria sido expulso da tariqa, lembre-se de que tenho seus e-mails me dizendo que sabia que eu havia pedido para não me procurarem mas clamando para que eu retornasse. Sim, você é mesmo o mais idiota dos membros desse clã de gnósticos).

Mas isso tudo foi somente uma introdução para justificar o que segue:

Esse trabalho que os irmãos Velasco e eu temos desenvolvido por todo esse tempo passou a chamar muito mais atenção devido aos "entreveros" públicos recentes envolvendo Olavo e outros opositores do petismo, e sobretudo agora, com a campanha de difamação movida contra o Sr. Tirapani. Nos últimos dias, alguns perfis falsos foram criados no Facebook para apontar as contradições do gnóstico da Virgínia quanto à questão da exigência de um "necrolégio" no COF e seu uso indevido. Apesar dele afirmar categoricamente que os irmãos Velasco os teriam criado, pelo menos um dos verdadeiros donos desses perfis já veio a público (o que exigiria que ele se retratasse publicamente também).

Além disso, outras pessoas, cuja vericidade do perfil é pública e notória, têm utilizado elementos do que viemos revelando, misturados com interpretações erradas de seu conteúdo e adicionados a informações que não podem ser demonstradas - como a prática de orgias sexuais homo, hétero ou pansexuais - para se contrapor ao Olavo de Carvalho e seus seguidores. 

Quero deixar claro que essas pessoas, por mais que nos contatem nas redes sociais e nos dêem apoio público,  não fazem parte de um "coletivo" integrado e coordenado com os Velascos ou comigo, e que sou crítico de sua ação, seja na utilização de perfis "fake", seja na propagação de supostos fatos sem qualquer prova. Por mais que eu os considere frequentemente divertidos, e independente de quaisquer informações que eu possa ter que corroborassem essas afirmações, o fato é que o que tenho apontado é totalmente independente dessas especulações - assim como os itens inumerados por Carlos Velasco em post recente - e destacá-las, como se fossem o essencial da questão, quando na realidade são irrelevantes, é mera burrice. E eu prefiro que somente o outro lado conte com o apoio de um idiota. 




quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Causando "frisson".

Cassiano Tirapani é um professor de História de Santo André. Esse é seu perfil no Facebook:


Tirapani é mais um dos poucos que tiveram a hombridade de, sendo ex-olavette, tornar pública sua atual rejeição a seu antigo "tutor" através de um post em sua página pessoal da rede social. Extremamente bem escrito, seu texto revela, na forma, a dignidade e sinceridade de seu autor, demonstrando que ainda há esperanças de que a "nova direita" brasileira escape do looping de ódio alimentado pelo guru da Virgínia e que ameaça dividir nossa sociedade entre os "bonzinhos" e os "mauzinhos" para fazer o jogo de interesses que transcendem a compreensão de seus discípulos mais ferrenhos e ativos (frequentemente os mais desavisados).

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Em respeito a um astrólogo senil.

Como os posts do Esgoto da Virgínia no Facebook têm recebido cada vez menos "likes", e ele tem feito promoções desesperadas para conseguir novos alunos, sugiro que ele se candidate a uma vaga de "Consultor em Astrologia" na Estrela.com, que tem feito anúncios repetidos na rede social. E não se preocupe: tem CLT.

Pode ser uma ótima alternativa você procurar uma outra fonte de renda, pois seus amigos romenos estarão, em breve, muito ocupados enfrentando a retaliação russa.

terça-feira, 21 de julho de 2015

A elite de homens-massa.

Aécio Neves deu entrevista a Marília Gabriela em 27 de junho de 2010.

Aécio Neves em De Frente com Gabi

Aqui vocês escutam o que a grande esperança da "nova direita" disse sobre seu partido e o PT na ocasião. Na altura dos 3 minutos e 40 segundos da gravação, ouve-se:

... em algum momento - alguns dos meus aliados não gostam quando eu falo nesse aspecto, mas eu acredito muito nisso -, eu acho que vai chegar um momento em que o PT e o PSDB vão estar juntos em um projeto a favor do Brasil. Porque o que nos separa hoje é muito mais a disputa pelo poder do que diferenças ideológicas profundas, [...] porque, no momento em que nos afastamos como estamos afastados hoje, nóis [sic] damos um espaço muito grande à periferia da política,..

Qual é a "periferia da política" que ele quer tanto evitar? Ele cita os partidos pequenos, mas não incluiria também aqueles que são contra os excessos dos programas sociais, já que ele propunha expandi-los durante a campanha?

Essa "periferia da política" não seria composta também por gente como o Prof. Hermes Nery, o católico anti-abortista que não tem pudores em se juntar a gnósticos e maçons para derrubar Dilma? A julgar pelo que Aécio pensa do aborto, esse é um dos tipos "periféricos" que ele até tolera enquanto serve a seu partido na "disputa pelo poder" com o PT, mas, assim que o objetivo for alcançado, ele certamente também irá tentar isolá-los da política. 

Ser massa de manobra para um homem dos Rotschild auxiliado por um homem da J.P. Morgan e, ao mesmo tempo, servir aos propósitos de médio e longo prazo de um gnóstico sionista é a função da "nova direita" brasileira, essa auto-intitulada elite conservadora que não consegue nem mesmo entender o que um candidato registrou em entrevista e em seu programa de governo, quanto mais o projeto político-cultural e espiritual de sofisticados esotéricos.  



terça-feira, 14 de julho de 2015

Sabe de nada, inocette!




Usando os meus conhecimentos de esoterismo, estava pensando aqui em como criar um esquema esotérico para enganar os conservadores brasileiros e cheguei ao que eu acredito ser a receita do sucesso. Vamos lá:

1. Como um gnóstico travestido de cristão, levarei os meus seguidores a criar organizações para angariar mais seguidores. 


2. Essas organizações funcionarão como tariqas islâmicas: terão uma fachada "ortodoxa", que atrairá o interesse e o dinheiro de um grande grupo de pessoas. 

3. No centro dessas organizações, porém, haverá o "núcleo duro" de iniciados no culto gnóstico. 

4. Entre os diversos pagantes, haverá sempre aqueles poucos que se destacarão e irão, paulatinamente, se aproximando desse "núcleo duro" até, se tiverem o perfil, serem convidados a se juntar a ele. É quando ocorrerá a iniciação.

5. A partir do momento em que a pessoa for iniciada, o grupo irá se comprometer a vendê-la como a encarnação da perfeição: se ela der aulas de latim, será promovida como uma sumidade na língua e em seu ensino. Se for professor de literatura, dirão que ninguém consegue entender nenhum romance sem a sua ajuda. Em troca, ele só terá de dizer que deve tudo o que sabe a mim, o grão-mestre gnóstico travestido de cristão. Mesmo que eu não entenda muito do assunto que o meu discípulo ensina. É o que se chama de guru yoga no hiduísmo. 

6. E o que distinguirá os iniciados dos outros? Na prática, só o acesso a orgias, bacanais, sacrifícios, etc. Mas nada disso será feito de forma vã. Não, de forma alguma: o iniciado fará parte de uma elite. Não será um mero devasso, até porque ele estará esotericamente acima da moral, e,  portanto, não será um imoral. Ele fará isso tudo "ritualmente", somente com o intuito de "desintegrar" seu ego, seu eu pessoal, e, com isso, facilitar o acesso de seu "Eu Superior" à gnose. 

7. Enquanto o iniciado não atingir a "iluminação", ele manterá as práticas rituais do Cristianismo que professará exteriormente, pois ainda terá de garantir a salvação de sua alma - como fazem os que seguem Vishnu e Shiva ao mesmo tempo. Mas, uma vez que atinja a gnose, o cumprimento desses ritos, se se mantiver, será somente como fachada. Eles serão considerados, a partir de então, desnecessários, pois já se terá obtido "algo maior". 

8. Sacrifícios? Para quê? Como justificar algo assim justo no Cristianismo, que já tem a vítima perfeita? Uma das razões é que o iniciado deverá emular o sacrifício feito pelo Eterno Feminino quando manifestado como a Virgem Maria. Ela não deu o primogênito em sacrifício? Então o casal de iniciados deverá fazer o mesmo: abortar, em sacrifício, pelo menos o primeiro filho gerado após a iniciação. 

9. Mas não é só abortar por abortar, pois isso é errado. Pelo menos para os exotéricos, que o fazem sem uma finalidade maior, "ritual". No caso do gnóstico, o iniciador e o casal de iniciados irão comer parte do feto abortado, e o restante será colocado em três canecas, ou outros recipientes - um para cada participante -, que ficarão, por sua vez, no altar do Eterno Feminino (da Virgem Maria, mais especificamente, pois se tratará de gnosticismo em sua forma cristã). Após esse ritual, cada recipiente escolhido estará - ou pelo menos é assim que eu acredito - com um demônio aprisionado, cujos poderes serão utilizados por seu dono para seduzir os ouvintes, bastando colocar o objeto mágico entre ele e a platéia, ou colocar a mão sobre o recipiente para ter acesso ao seu "poder". 

10. Lembre-se, porém, de que, se alguém beber desse recipiente, o poder do demônio sobre essa pessoa cessará e ela poderá até mesmo enxergar o demônio. 

11. Ah, você não acredita que alguém poderia criar uma organização assim, mesmo sabendo que boa parte da elite americana participa de rituais como os do Bohemian Grove?

Sabe de nada, inocette! Eu sou o maior filósofo vivo desse país!

segunda-feira, 13 de julho de 2015

O impeachment e a Grande Mãe

Está marcado para hoje um novo bate-papo online entre algumas das lideranças dos movimentos pelo impeachment de Dilma. O Hangout foi intitulado "O Fim do Registro do PT e o Início de uma Nova Era", como pode ser conferido no perfil do Facebook de uma das participantes:


Beatriz Kicis de Sordi, ou Bia Kicis, é advogada e procuradora em Brasilia, e provavelmente por isso seja pouco conhecida no epicentro do movimento anti-Dilma, destacadamente paulista. Mas seu nome está em ascensão, aparecendo cada vez mais frequentemente em associação com o Revoltados Online, de Marcello Reis

Dado esse seu protagonismo emergente, decidi saber um pouco mais sobre a "nova" liderança e, surpreendido com mais uma confirmação do que venho apontando recentemente, não gostei nada do que encontrei. Basta verificar o perfil da líder brasiliense na rede social para descobrir que sua atividade principal, ou pelo menos a que ela prefere destacar, não é o Direito. Tentando parir uma Nova Era pós-PT, ela, de fato, já vive em uma new age: Beatriz Kicis é não só praticante, mas mestre de Reiki. 



Para quem não sabe, o reiki é um método de cura pela imposição das mãos criado no Japão. Mas essa descrição não dá uma idéia clara de sua natureza, que, creio, muitos dos clientes ou pacientes de reiki ignoram: ao contrário de métodos como a "cura prãnica", que pretende manipular supostas energias curativas do aplicador e do doente sem apelar para nada sobrenatural, o reiki, apesar de não se dizer uma religião, exige iniciação com divindades e envolve símbolos mais ou menos secretos, como atesta o próprio mestre de Beatriz Kicis

A propósito, vejamos em mais detalhes a sua formação na área, conforme o currículo que disponibiliza no site da Escola Brasileira de Reiki:


Percebam o padrão se repetindo: assim como o pianista do Instituto Cultural Lux e Sapientia, liderado por dois filhos de Olavo de Carvalho, ela tem ligações com Osho e com o tantrismo (onde se lê "tibetano" é favor ler-se "budismo tântrico"). 

Mas existe um padrão ainda mais significativo. O leitor que tem acompanhado os meus Hangouts no canal do Prometheo Liberto intitulados "Descontruindo Olavo de Carvalho" já estão familiarizados com o conceito central do gnosticismo: o Eterno Feminino, as Shaktis hindus relacionadas com o sistema do tantrismo, e suas outras ditas manifestações nas diversas tradições, sempre como a Grande Mãe que seria também a responsável por trazer o conhecimento, a sabedoria, a gnose. 

Pois vejam só a "Prece de Conscientização" que se encontra no site da Escola Brasileira de Reiki, de Bia Kicis:


Já mostrei aqui, em um post recente, que, sob a influência de Olavo de Carvalho, o rockeiro Lobão está virando sufi sem nem saber disso. No final do 4º Hangout com o Prometheo Liberto, chamei atenção para o projeto olaviano de "romenização" do Brasil e os riscos da "nova direita" olavette dominar o país com uma elite política e intelectual gnóstica substituindo o infame Foro de São Paulo. 

Querem se livrar da Dilma "Mulher Sapiens" Rousseff? Só cuidem para não jogar o país no colo de Kali.